Buscar

O Mistério da “Fake News"





Nunca na história, a humanidade produziu tanta informação. Todos os dias nossos celulares, e-mails e redes sociais são inundadas por uma quantidade tão grande de notícias e conteúdos, que muitas vezes não conseguimos distinguir a sua veracidade. E dentro desse contexto, o fenômeno da Fake News cresce exponencialmente.


A Fake News se caracteriza por notícias falsas, inventadas e manipuladas que induzem o leitor a abraçar as ideias nelas contidas. Geralmente elas possuem, também, um conteúdo difamatório e ofensivo direcionado a alguém. Elas são a evolução dos chamados “hoaxes” que se caracterizavam por boatos espalhados na internet, onde a farsa criada era percebida mais facilmente. O intuito, geralmente, era disseminar informações mentirosas e/ou espalhar vírus e códigos maliciosos entre seus contatos, contudo não visavam atingir a honra de uma pessoa.


É importante evidenciar que este fenômeno possui um alto poder viral, uma vez que se propagam em uma velocidade enorme. Mas como identificar uma notícia falsa? Como resistir a vontade de compartilhar o conteúdo recebido que parece tão verdadeiro?


É preciso ter cautela e analisar conteúdo da informação recebida antes de acreditar nela e compartilhá-la. Podemos citar alguns cuidados a serem tomados:


1.Manchete polêmicas

Geralmente as Fake News possuem um título chamativo, polêmico, curioso ou um conteúdo muito bom para ser verdade. Sua intenção é chamar a atenção. Portanto, ao ver uma manchete; um título de uma notícia muito atrativa, desconfie.

2.Não existem fontes mencionadas

Verifique se a notícia possui menção a algum outro veículo de comunicação ou um link com o URL verdadeiro.

3.Não foi publicada em outros sites

Se a notícia recebida consta somente no meio que a recebeu, como por exemplo em grupos de WhatsApp, não sendo possível encontra-la em outros veículos confiáveis na internet, provavelmente ela é uma fake News.

4.Sites de Checagem

Além de pesquisar sobre o conteúdo nos principais portais de notícia, existem sites específicos de checagem de fatos, tais como: Agência Lupa, Aos Fatos, Trucos, Boatos.org, E-farsas e Fato ou Fake.


Vale a lembrança que estamos em pleno período eleitoral e a quantidade de informações que irão ser produzidas e reproduzidas é imensa. A prática destes cuidados, evita a propagação da Fake News, tendo em vista que tal divulgação pode acarretar ilícitos já previstos e punidos em nossa legislação. Importante destacar ainda, que aquele que compartilha notícias falsas também poderá ser penalizado.

Autor RS EDITORIAL

contato@santanaadv.com.br

CAP-YOUTUBE-RS-ADVOCACIA-[Recuperado].pn
  • LinkedIn RS Adv
  • Facebook RS ADV
  • Instagram RS Adv

Portal de Notícias 

Deixe seu e-mail para receber nossas notícias em tempo real! 

  • 3
  • Facebook RS ADV
  • Instagram RS Adv